O curta-metragem Não É Simples Assim foi desenvolvido como projeto de conclusão de cinema para o curso de Midialogia (Unicamp). Fui convidado pela diretora, Bárbara F. Santos, para realizar a montagem do curta-metragem e criar a title sequence de abertura. A história trata de uma longa busca por vingança do personagem principal (Guilherme) pela morte de sua irmã, quando a própria Morte lhe oferece ajuda.

O curta não está disponível na íntegra online por estar sendo inscrito em festivais de cinema. A title sequence, por sua vez, está disponível abaixo.
TITLE SEQUENCE

É essencial para uma title sequence, de qualquer peça narrativa, definir o tom do que vem a seguir. Com isso em mente, desenvolvi uma abertura que já começa a narrar a história, construindo aos poucos e montando um 'quebra-cabeça' que vem a se revelar uma manchete de jornal essencial para a trama. No final, há um match cut para o primeiro plano do curta, do personagem de Guilherme segurando uma foto de seu inimigo. Esse arranjo narrativo complexo só foi possível por um planejamento prévio, vindo desde o roteiro.

Trabalhei com o desfoque das câmeras do After Effects e muitas texturas - de papel de jornal, de meio-tom (impressão), grão de filme, entre outros. Tudo isso contribuiu para o look final da peça.


MONTAGEM

Entrei no projeto ainda durante o processo de produção. Li o roteiro e conversei algumas vezes com a diretora sobre as motivações dos personagens, ritmo da história e outras questões criativas. Não participei de nenhuma filmagem, assim, ao receber as imagens, tinha um distanciamento adequado para analisar de maneira objetiva cada take.
O 1º corte
Auxiliado pelo boletim de filmagem/log - com o registro da cronologia das filmagens e anotações sobre a qualidade de cada take - iniciei a decupagem do material. Trabalhei no Adobe Premiere CC. Fiz um primiero corte de acordo com o roteiro. Essa montagem 'bruta' serviu de base para novas reuniões com a diretora e nos ajudou a visualizar os possíveis caminhos para a história, o que estava funcionando e o que não estava.
Os desafios
Uma parte do curta-metragem se trata de diálogos entre os dois personagens principais, Guilherme e Morte. A questão então era fazer o jogo de câmera de plano e contra-plano funcionar da melhor maneira possível. 
No geral, a produção foi desafiadora, com questões de orçamento e locações sendo resolvidas para possibilitar que o curta acontecesse. Por isso, algumas cenas não tinham a cobertura de imagens originalmente planejada e isso teve de ser contornado na edição com soluções criativas.

Guilherme

A Morte

Também fui responsável por solucionar alguns pequenos problemas da produção, como por exemplo, retirar a lapela de atores em planos que as mesmas vazaram. Escolhi essa abordagem em takes que tinham uma atuação excelente dos atores, mas com esse tipo de problema técnico. Utilizei o After Effects e técnicas de tracking, clonagem e rotoscoping.
CRÉDITOS
Direção: Bárbara F. Santos
Direção de Fotografia: Bárbara F. Santos
Direção de Áudio e Mixagem: Luisa Amorim
Direção de Arte: Juliana dos Reis Bonilha
Montagem, abertura e VFX: Matheus M. Bianchi​​​​​​​

Outros projetos: